Você não está Logado ou Registrado no Fórum. Por favor, faça o Login ou o Registro .
Links Úteis
Você não está Logado ou Registrado no Fórum. Por favor, faça o Login ou o Registro .




Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 2 Votos - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
21/01/2015, 13:50
Resposta: #36
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
@Rodolpho Menegueti Teixeira Que Experiencia em ! Parabéns pelo Relato!
Entrar em situação de sobrevivência é uma experiencia bem difícil, eu já entrei
em estado de pré hipotermia no Pico paraná passei por um perrengue difícil!
e também não tinha muito preparo apesar de estar com botas impermeáveis e anorak. O Trilha lá é Moderada porém dura cerca de 7 horas de caminhada até o cume,
e passa-se por vários morros e montanhas até chegar ao cume do Pico Paraná então subindo cada vez mais as condições climáticas vão mudando, neblina, chuva
frio, então você vai se encharcando e começando a ficar com frio e o retorno se torna difícil pois em estado de pré hipotermia os movimentos não respondem mais
a sorte que conseguimos retornar até o primeira Base para acampar montamos a barraca e isolante térmico salvaram nós,


Abraços
Andersen

(21/01/2015 13:24)Rodolpho Menegueti Teixeira Escreveu:  Gostei do tópico @[andertribo]
Bom, vou dar minha contribuição, não sei se vocês vão considerar o meu relato como uma situação de sobrevivência, eu sei que para mim e meu irmão foi bem difícil.

Aqui na minha cidade tem uma empresa que fabrica caiaques (Bruden Nautika) e na época meu irmão trabalhava lá. Quando foram feitos um dos primeiros lotes, o setor de marketing quis fazer uma incursão em um rio para colocar os caiaques a prova.
O gerente de marketing tinha uma fazenda onde passava um rio e fomos até lá.
Primeiramente olharam pelo google o percurso e viram 30Km de rio, fizeram os cálculos e falaram que em 5 horas de remada com os caiaques chegariamos ao destino final. Pois bem não foi assim que aconteceu.

A falta de planejamento, o atraso em por os caiaques na água e a falta de habilidade de todos nós em saber remar mudou toda a história...
Remamos o dia todo e nunca chegávamos ao destino, o que aconteceu foi o seguinte escureceu e não conseguíamos enxergar nada em nossas frentes, a mata ciliar era bem preservada e em muitos pontos fechava por cima do rio todo, então resolvemos parar no barranco. Nessa hora eu olhei no relógio e era 19h da noite.

Estávamos molhado, eu só tinha levado apenas uma faca, 2 metros de corda e uma toalha que também já estava molhada.
Na época eu não sabia muita coisa sobre bushcraft e sobrevivência, então começamos a entrar em estado de hipotermia, tremíamos, tremíamos muito, era algo inexplicável. Por fim pegamos a caiaque apoiamos no barranco de forma que ele ficou servindo como uma espécie de telhado e entramos dentro, eu e meu irmão nos abraçamos e colocamos a toalha, mesmo que molhado por cima, fizemos isso para tentarmos nos manter aquecidos.

Certa hora escutamos um barulho de barco se aproximando, era os bombeiros, isso já era 3h da manhã...

Por fim deu tudo certo, mas se os bombeiros não tivessem nos resgatado talvez não aguentaríamos de frio.

Depois desse dia comecei a pesquisar sobre sobrevivência, acabei encontrando o fórum e quase tudo que sei sobre o assunto devo a este lugar.

Andersen
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 5 Membros Gostaram da Resposta do andertribo
21/01/2015, 20:50
Resposta: #37
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
(31/12/2014 13:12)Colognese Escreveu:  Entrar em situação real de sobrevivência não, mas já passei por momentos difíceis.
Em certa ocasião devido a mudança dos ventos as águas do canal São Gonçalo RS foram represadas e subiram rapidamente invadindo a ilha em que estávamos, encontrar o caminho de volta foi bem complicado, perdemos os pontos de referência e com a chegada da noite a visibilidade ficou bem limitada.
Com calma e após uma longa caminhada com água até os joelhos enxergamos as luzes das lanternas do barco que vinha nos buscar.
Apesar de conhecermos o local a chuva o vento o frio e a pouca visibilidade tornaram o nosso retorno até o ponto de encontro uma tarefa muito difícil .

Nossa, bota complicado nisso meu amigo, caminhar em uma trilha no escuro com o tempo se armando já é complicado, imagina sem pontos de referência e com água até o joelho.... realmente tem que ter muita calma para sair de uma situação dessas.

" Sirvam nossas façanhas de modelo a toda a Terra" - Farroupilha - RS
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 5 Membros Gostaram da Resposta do Eliéser
22/01/2015, 00:26
Resposta: #38
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
Em 2012 resolvi acampar de rede na base do pico de uma montanha aqui da região, durante a noite caiu muito a temperatura, e mesmo com saco de dormir tremia feito vara verde. Retirei o cobertos do KS e enrolei nas pernas e cintura, o efeito de calor foi quase que instantâneo, consegui elevar em alguns graus minha temperatura corporal.
Se não me engano também em 2012 fiz um vídeo testando o saco aluminizado da SOL, igual esse que o Tueri postou as fotos, era inverno e desempenhou bem a função, claro que era uma situação em que eu espera usar, diferente do primeiro caso. Até hoje sempre quando saiu a campo levo 2, o cobertor aluminizado agora fica no KPS, e o saco da SOL fica junto com o poncho.

(21/01/2015 12:13)Mel_Machado Escreveu:  
(21/01/2015 11:59)Dambrós Escreveu:  Funciona bem sim Mel.

Eu usei em uma noite no mato, aquece muito bem. Na verdade ele mantém o calor do corpo.
Usávamos bastante nos cursos de resgate para aquecer os alunos que faziam hipotermia.

O @[CR2011VSF] usou em uma situação de risco e foi o que acabou ajudando muito ele a se manter aquecido.

Se ainda não tem, pode adicionar em seu kit, vale a pena na hora do apuro ter um nas tralhas.

Abraço.

Obrigada pelo esclarecimento.
Eu já tenho. Mas estava mexendo nas tralhas aqui e me questionei por ter um equipamento que não sabia se funcionava de fato...
Agora fico mais tranquila, pois aqui no sul, mesmo em épocas mais quentes, alguns lugares podem surpreender com noites bem frias. Ocorrem mudanças bruscas em que, mesmo numa situação normal, pode-se precisar de um auxílio para se aquecer...

Valeu!
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 9 Membros Gostaram da Resposta do CR2011VSF
22/01/2015, 10:26
Resposta: #39
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
(21/01/2015 20:50)Eliéser Escreveu:  
(31/12/2014 13:12)Colognese Escreveu:  Entrar em situação real de sobrevivência não, mas já passei por momentos difíceis.
Em certa ocasião devido a mudança dos ventos as águas do canal São Gonçalo RS foram represadas e subiram rapidamente invadindo a ilha em que estávamos, encontrar o caminho de volta foi bem complicado, perdemos os pontos de referência e com a chegada da noite a visibilidade ficou bem limitada.
Com calma e após uma longa caminhada com água até os joelhos enxergamos as luzes das lanternas do barco que vinha nos buscar.
Apesar de conhecermos o local a chuva o vento o frio e a pouca visibilidade tornaram o nosso retorno até o ponto de encontro uma tarefa muito difícil .

Nossa, bota complicado nisso meu amigo, caminhar em uma trilha no escuro com o tempo se armando já é complicado, imagina sem pontos de referência e com água até o joelho.... realmente tem que ter muita calma para sair de uma situação dessas.

Esse tipo de situação é muito desagradável, e o mais importante é manter a calma, com tranquilidade evitamos erros que podem nos tirar do rumo.

Quem muito fala não pensa ! Quem pensa não fala, se comunica.
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 5 Membros Gostaram da Resposta do Colognese
22/01/2015, 10:33
Resposta: #40
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
(22/01/2015 00:26)CR2011VSF Escreveu:  Em 2012 resolvi acampar de rede na base do pico de uma montanha aqui da região, durante a noite caiu muito a temperatura, e mesmo com saco de dormir tremia feito vara verde. Retirei o cobertos do KS e enrolei nas pernas e cintura, o efeito de calor foi quase que instantâneo, consegui elevar em alguns graus minha temperatura corporal.
Se não me engano também em 2012 fiz um vídeo testando o saco aluminizado da SOL, igual esse que o Tueri postou as fotos, era inverno e desempenhou bem a função, claro que era uma situação em que eu espera usar, diferente do primeiro caso. Até hoje sempre quando saiu a campo levo 2, o cobertor aluminizado agora fica no KPS, e o saco da SOL fica junto com o poncho.

(21/01/2015 12:13)Mel_Machado Escreveu:  
(21/01/2015 11:59)Dambrós Escreveu:  Funciona bem sim Mel.

Eu usei em uma noite no mato, aquece muito bem. Na verdade ele mantém o calor do corpo.
Usávamos bastante nos cursos de resgate para aquecer os alunos que faziam hipotermia.

O @[CR2011VSF] usou em uma situação de risco e foi o que acabou ajudando muito ele a se manter aquecido.

Se ainda não tem, pode adicionar em seu kit, vale a pena na hora do apuro ter um nas tralhas.

Abraço.

Obrigada pelo esclarecimento.
Eu já tenho. Mas estava mexendo nas tralhas aqui e me questionei por ter um equipamento que não sabia se funcionava de fato...
Agora fico mais tranquila, pois aqui no sul, mesmo em épocas mais quentes, alguns lugares podem surpreender com noites bem frias. Ocorrem mudanças bruscas em que, mesmo numa situação normal, pode-se precisar de um auxílio para se aquecer...

Valeu!

O frio é um problema que nós aqui do Sul enfrentamos com certa frequência, qualquer mudança no tempo e a temperatura cai bruscamente, não podemos arriscar e sair apenas com uma rede e um saco de dormir, pois na madrugada o bicho pega ! ConfusoConfusoConfusoConfusoConfusoConfusoConfuso

Quem muito fala não pensa ! Quem pensa não fala, se comunica.
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 4 Membros Gostaram da Resposta do Colognese
22/01/2015, 13:11
Resposta: #41
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
(21/01/2015 11:37)Mel_Machado Escreveu:  Gente, refletindo aqui sobre essa questão de entrar em modo de sobrevivência... Tenho uma pergunta.
Quase todo mundo aqui tem os tais cobertores aluminizados.
Só que alguém já os colocou à prova?
Alguém já se enrolou num desses no frio pra ver se de fato eles são realmente eficazes?

Estou pensando em fazer esse teste...
Se alguém já passou por essa experiência, por favor, compartilhe. Pois muitos de nós têm itens de "sobrevivência" cuja eficácia ainda não foi posta à prova... E isso é um risco tremendo.



Mel, Tenho um cobertor recém adquirido e um saco de dormir do mesmo material e este sim é bem antigo. Já o utilizei na região do Pico da Bandeira (2.892 mts altitude) usei só para testar e funcionou perfeitamente. Ele não deixa o calor do corpo escapar te mantendo quente. Te dou um conselho. Não teste o seu cobertor, na verdade nem o retire da sacola em que está acondicionado. É praticamente impossível retorná-lo para o lugar. O importante é saber que ele funciona. Se tiver dúvida pergunte aos profissionais que trabalham como socorristas (Bombeiros SAMU, etc) Eles usam este cobertor com muita frequência.

Um Abraço,
Ronaldo

"Só Jesus Cristo Salva"
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 8 Membros Gostaram da Resposta do Ronaldão
22/01/2015, 18:41
Resposta: #42
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
Parabéns pelo tópico @andertribo!! Bom passei por uma situação bem difícil a 6 anos atrás em um trecho de floreta amazônica em Colider MT, eu e meu irmão estávamos fazendo uma trilha, pela pouca experiência dele..rsrsr esqueceu as coordenadas da bússola e o dia estava se acabando, sem um bom KS deu até arrepios, mas poe ser um trecho plano tive a ideia de armar uma capa de chuva amarela em uma crus dai então traçamos rumos em relação a capa norte, sul, leste e oeste,claro sem saber onde estava o norte rsrsrr com um facão primeiro foi ele abrindo a trilha e visualizando a capa e marcando pontos, depois de uns 20 minutos ele voltou e nada, a e ele ficou e eu fui sentido contrario fazendo o mesmo, na quarta tentativa achei a trilha principal e as motos, que sufoco!!!! espero ter sido claro!! vlw abços!!!

"A única maneira para melhorar a qualidade do meio ambiente é fazer com que todos estejam envolvidos";D
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 9 Membros Gostaram da Resposta do marcus vinicius
22/01/2015, 22:58
Resposta: #43
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
Bem lembrado Ronaldão. Até recentemente usava um que havia sido desdobrado, ele ficou compacto na redobragem, porém com maior volume. O que está no KPS é novinho e bem compacto.

(22/01/2015 13:11)Ronaldão Escreveu:  
(21/01/2015 11:37)Mel_Machado Escreveu:  Gente, refletindo aqui sobre essa questão de entrar em modo de sobrevivência... Tenho uma pergunta.
Quase todo mundo aqui tem os tais cobertores aluminizados.
Só que alguém já os colocou à prova?
Alguém já se enrolou num desses no frio pra ver se de fato eles são realmente eficazes?

Estou pensando em fazer esse teste...
Se alguém já passou por essa experiência, por favor, compartilhe. Pois muitos de nós têm itens de "sobrevivência" cuja eficácia ainda não foi posta à prova... E isso é um risco tremendo.



Mel, Tenho um cobertor recém adquirido e um saco de dormir do mesmo material e este sim é bem antigo. Já o utilizei na região do Pico da Bandeira (2.892 mts altitude) usei só para testar e funcionou perfeitamente. Ele não deixa o calor do corpo escapar te mantendo quente. Te dou um conselho. Não teste o seu cobertor, na verdade nem o retire da sacola em que está acondicionado. É praticamente impossível retorná-lo para o lugar. O importante é saber que ele funciona. Se tiver dúvida pergunte aos profissionais que trabalham como socorristas (Bombeiros SAMU, etc) Eles usam este cobertor com muita frequência.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 5 Membros Gostaram da Resposta do CR2011VSF
22/01/2015, 23:23
Resposta: #44
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
(22/01/2015 18:41)marcus vinicius Escreveu:  Parabéns pelo tópico@[andertribo]!! Bom passei por uma situação bem difícil a 6 anos atrás em um trecho de floreta amazônica em Colider MT, eu e meu irmão estávamos fazendo uma trilha, pela pouca experiência dele..rsrsr esqueceu as coordenadas da bússola e o dia estava se acabando, sem um bom KS deu até arrepios, mas poe ser um trecho plano tive a ideia de armar uma capa de chuva amarela em uma crus dai então traçamos rumos em relação a capa norte, sul, leste e oeste,claro sem saber onde estava o norte rsrsrr com um facão primeiro foi ele abrindo a trilha e visualizando a capa e marcando pontos, depois de uns 20 minutos ele voltou e nada, a e ele ficou e eu fui sentido contrario fazendo o mesmo, na quarta tentativa achei a trilha principal e as motos, que sufoco!!!! espero ter sido claro!! vlw abços!!!

Boa ideia Marcus, a partir de um ponto de referência seguir em rumos diferentes em busca da trilha.

Quem muito fala não pensa ! Quem pensa não fala, se comunica.
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 4 Membros Gostaram da Resposta do Colognese
24/03/2017, 00:39
Resposta: #45
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
Reabrindo para reflexões sobre a experiencias ocorridas Piscada

Natureza Brasileira!!! Ontem, Hoje, Amanhã e Sempre!!!!
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 4 Membros Gostaram da Resposta do LEÃO DO MATO
29/06/2017, 22:20
Resposta: #46
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
Muito boas as experiências dos colegas.

O mais perto de uma situação real que passei foi quando tinha menos conhecimento, eu tinha 13-14 anos, fui acampar com um grupo de Desbravadores em uma mata a uns 50 Km de Maceió.

Numa tarde, em uma distração dos líderes decidi "explorar" a localidade e me perdi completamente. Tentei seguir as regras que tinha aprendido, mas, o nervosismo foi maior, vaguei perdido.

Pra piorar um dos líderes tinha falado para os demais que iria dar uma saída e me levaria junto, como não me achou, foi sozinho e não avisou os outros, ou seja, ninguém sentiu minha falta.

Depois de vagar algumas horas sem rumo tentando achar a trilha, vi que iria começar a escurecer, então, subi uma das montanhas da área pra tentar ver algo de cima, graças a Deus deu certo, de cima vi uma trilha um pouco a frente e com o escurecer vi a claridade das fogueiras a uns 600-700 metros, segui a trilha e achei o acampamento.

Além dos arranhões, do medo e da surra de urtiga que levei no caminho, ainda levei a maior bronca.

A lição que tirei disso na época, foi que nunca mais entraria no mato sem equipamento, nem sem avisar alguém.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 7 Membros Gostaram da Resposta do Jônatas Lessa
01/07/2017, 14:34
Resposta: #47
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
E o pior de tudo é que achamos que somos Rambo, que nada pode nos acontecer e é aí que acontece todo, ficamos nervosos e perdemos a calma. Acampar, Bushcraft e sobrevivência nao é so ler e asistir videos, tem que praticar a teoria, requer preparação física e uma parte também muito importante, preparação psicológica. Mas, é assim mesmo como muitos de nós temos aprendido, a travez dos erros... Grande abraço.


(29/06/2017 22:20)Jônatas Lessa Escreveu:  Muito boas as experiências dos colegas.

O mais perto de uma situação real que passei foi quando tinha menos conhecimento, eu tinha 13-14 anos, fui acampar com um grupo de Desbravadores em uma mata a uns 50 Km de Maceió.

Numa tarde, em uma distração dos líderes decidi "explorar" a localidade e me perdi completamente. Tentei seguir as regras que tinha aprendido, mas, o nervosismo foi maior, vaguei perdido.

Pra piorar um dos líderes tinha falado para os demais que iria dar uma saída e me levaria junto, como não me achou, foi sozinho e não avisou os outros, ou seja, ninguém sentiu minha falta.

Depois de vagar algumas horas sem rumo tentando achar a trilha, vi que iria começar a escurecer, então, subi uma das montanhas da área pra tentar ver algo de cima, graças a Deus deu certo, de cima vi uma trilha um pouco a frente e com o escurecer vi a claridade das fogueiras a uns 600-700 metros, segui a trilha e achei o acampamento.

Além dos arranhões, do medo e da surra de urtiga que levei no caminho, ainda levei a maior bronca.

A lição que tirei disso na época, foi que nunca mais entraria no mato sem equipamento, nem sem avisar alguém.

...levantarás os fundamentos de muitas gerações e serás chamado reparador de brechas e restaurador de veredas para que o país se torne habitável.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 5 Membros Gostaram da Resposta do Braulio Fadda
01/07/2017, 22:25
Resposta: #48
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
Já. Quando era piá e velejava peguei um temporal com meu Optimist no mar. Ele virou e quando desvirei não conseguia dar conta de esvaziar ele pq as ondas jogavam mais água para dentro. Fiquei a deriva até que fui resgatado por um bote que passava perto.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 5 Membros Gostaram da Resposta do Tonho MC
29/08/2017, 10:44
Resposta: #49
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
E aí pessoal, tudo bem?

Eu nunca estive em uma situação de risco ou desorientado em ambientes naturais, mas é porque geralmente eu vou em lugares conhecidos. Mesmo assim eu procuro me orientar para que lado fica a estrada mais próxima (ou um ponto de referência, como rio, montanha ou algo do tipo). Ainda não estive em uma mata fechada que precise caminhar dias para encontrar uma estrada ou cidade (como na Amazônia). Conheço uma pessoa que já se perdeu no Cânion do Itaimbezinho e precisou ser resgatada, mas foi pura falta de conhecimento e preparo, foram para uma trilha, com pouca água e comida, sem nenhum kit de sobrevivência, sem bússola, sem mapa, sem memorizar nenhum ponto de referência e ficaram desesperados quando se deram conta que estavam fora da trilha e perdidos.

Um forte abraço
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 4 Membros Gostaram da Resposta do Graxaim Urbano
26/11/2017, 14:46
Resposta: #50
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
(27/12/2014 09:40)TueriNatura Escreveu:  Eu nunca estive em uma situação real de sobrevivência mas já passei por duas experiências bem próximas:
A primeira vêz, quando ainda estava na Aeronáutica, fui fazer um reconhecimento na área do destacamento onde eu servia e não avisei a ninguém onde iria pois pensei que seria somente uma volta na mata, no pico do Couto, próximo a Petrópolis, RJ.
É uma área muito montanhosa e eu fui descendo por uma lage de pedra bem íngreme e, devido a um forte "russo" (nevoeiro para os petropolitanos) que chegou de repente, não consegui subir de volta pois além da pouca visibilidade, a pedra ficou muito escorregadia.
Resolvi dar a volta pelo pico para tentar conseguir chegar a uma trilha que eu sabia que existia mas quanto mais caminhava, mais íngreme e escorregadio ficava e nevoeiro dava uma sensação de claustrofobia pois eu não ouvia nenhum som a minha volta e não exergava nada a mais de uns 8 metros, fora o medo de escorregar e cair de uma altura grande o que seria morte certa.
Finalmente, depois de umas três horas tentando contornar o pico, encontrei um fio de água que corria do alto da serra e segui até chegar ao topo.
Cheguei, já quase escurecendo, todo arranhado e coberto de lama e por azar sai bem na porta do rancho onde todo mundo já estava jantando.
Resultado: 2 semanas de detenção, sem poder ir para casa mas feliz por estar vivo.

A segunda vêz foi no estado da Virginia, EUA, entre 2003 e 2004, quando estava fazendo uma trilha e resolvi sair da mesma e dar uma explorada na floresta. Eu estava usando um GPS da Garmim e marquei o ponto onde entrei na mata, na beira da trilha.
Depois de caminhar por uns 20 minutos fui surpreendido por um temporal e coloquei minha jaqueta e calça de chuva. Deve ter sido nessa hora que deixei meu gps cair sem eu perceber. Caminhei mais uns 50 metros quando percebi que havia perdido o gps. Voltei para tentar encontrá-lo, e consegui depois de um tempo mas, apesar de ser resistente a água, com a chuva, o compartimento das baterias ficou molhado e ele parou de funcionar.
E agora, eu pensei, para onde ir?
Fiquei parado no local até a chuva passar e tentei me localizar, mas com o céu carregado, e as minhas pegadas apagadas pela chuva, não tinha a menor noção para qual direção seguir. Uma coisa eu tinha certeza: Parado eu não podia ficar pois não tinha equipamento para passar a noite e caso chovesse novamente eu iria ter problemas.
Eu havia marcado o meu caminho de volta com galhos quebrados mas com a ventania causada pela chuva deveria ter muitos outros galhos nessa situação. Retirei e sequei as pilhas do gps e o interior do compartimendo mas mesmo assim ainda estava úmido e não estava ligando.
Fui caminhando na direção onde eu julgava ter vindo até chegar a uma clareira no meio da mata. Me sentei no tronco de uma árvore caida, preparei minha refeição desidratada e fiz um café com meu fogareiro a álcool. Resolví acender uma fogueira para tentar secar o gps. Tudo a minha volta estava molhado mas consegui extrair uns pedaços de pinho saturado (fatwood) da árvore caida e alguns galhos menos molhados e consegui com um pouco de dificuldade acender o fogo e deixei o gps pegando o calor até que consegui com que ele secasse por completo. Coloquei duas pilhas novas que tinha na mochila e por sorte ele funcionou eu eu consegui um sinal fraco mas foi o suficiente para me orientar e depois de quase 4 horas perdido, consegui encontrar a trilha.

Aprendi várias lições importantes com essas duas situações que poderiam ter escalado para casos verdadeiros de sobrevivência:
Sempre avise alguém onde você vai e a que horas você espera estar de volta.
Mantenha a calma e analise a sua situação antes de dar uma de Bear Grylls e sair correndo sem rumo.
Não confie totalmente em eletrônicos pois ele não são confiáveis em certas situações. Se for se aventurar em local desconhecido, marque seu caminho com fitas coloridas ou outras formas que tornem a sua trilha bem visivel para você ou para quem for te procurar.
Carregue uma boa bússola e, se possivel, um mapa do local onde você está pois podem salvar sua vida.
Carregue sempre alguma proteção contra o mal tempo, mesmo que seja um saco de plástico, no meu caso a minha roupa de chuva me salvou de uma possível hipotermia.
Procure sempre, se puder, sair com um parceiro/a pois além da ajuda, a presença de outra pesoa vai te dar mais confiança, ajuda e divisão de responsabilidade.
Já falei sobre isso aqui no fórum mas não consegui encontrar o tópico.

Espero que, compartilhando minhas más experiências possa ajudar de alguma forma nossos amigos mateiros e aventureiros aqui do fórum.

É importante não perder os pontos de referência e lembrar-se deles para retornar ao ponto de partida ou chegar ao seu objetivo. É necessário administrar o tempo cronológico (para não ficar perdido na escuridão ou não encarar eventos que acontecem em certas horas - chuvas, nevoeiros, etc) e saber observar / conhecer o tempo meteorológico (tempestades, chuvas, ventanias, neblina, etc).

Outra coisa: nós temos hábitos que podem ser ruins. No caso, andar sozinho (também gosto disso - é triste arrastar gente mole atrás de si) ou não observar as referências (isso já me salvou uma vez, não antes de me perder em trilhas de bichos por quase uma hora). Lembre-se: nunca perca o seu ponto de partida. E nem se esqueça da sua meta.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 5 Membros Gostaram da Resposta do Povo das Matas
26/11/2017, 15:07
Resposta: #51
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
Falando nessa situação, que só durou uma hora, caminhava por uma região que misturava mata de transição, cerrado, cerradão, pedras, cavernas, morros e montanhas. Ao retornar, já entardecendo, acabei numa trilha de bichos ao invés de pegar a trilha certa de volta - as trilhas partiam de um local rochoso, e rocha é tudo igual, não dá boas referências a não ser que haja algo de muito diferente na paisagem). Tentei outras trilhas, também de bichos. Começou a escurecer (estava na saída de um vale - as montanhas bloqueiam o sol e começava a escurecer 1 hora a 1 hora e meia antes do escurecer em locais planos). Solução? Em primeiro lugar, reconheci que me havia perdido e procurei acalmar-me: ruim, calmo; pior, amedrontado. De volta à razão, lembrei-me de buscar o último ponto de referência no alto da pedreira, que era a visualização da entrada de uma caverna em determinado ângulo, atrás do qual (do ponto no alto da pedreira) começava a trilha certa. E achei a trilha certa atrás de mim. Perdi todo esse tempo tantando gritar para que alguém respondesse e me desse a referência sonora (mas a pessoa mais próxima estava a quilômetros dali). Lições: 1) levar um apito ou outro equipamento (luzes) para ser localizado se for necessário (gritar não adianta); 2) marcar visualmente as referências e procurar lembrar-se delas repetindo para si ao longo do caminho; 3) sempre voltar ao ponto de partida devidamente identificado; 4) não sair sozinho; 5) avisar à base sobre seu roteiro; 6) levar equipamento básico para passar mais tempo do que o esperado (inclusive comida e água, aquecimento, abrigo contra intempéries, etc), ainda que seja uma trilha de meio-dia (metade de um dia); 7) mantenha a calma e pense - não deixe emoções ou pensamentos improdutivos tomarem conta da mente. O importante é aprender com os próprios erros e com os dos outros também. E corrigir hábitos que possam colocar sua integridade física e psicológica em risco.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 6 Membros Gostaram da Resposta do Povo das Matas
26/11/2017, 15:16
Resposta: #52
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
(21/01/2015 12:33)Prof.Marques Escreveu:  Já passei por situação arriscada no mar. Fui arrastado por uma grande distância por uma corrente de retorno e a princípio tentei nadar contra (só me cansei).
Quando parei de tentar, me acalmei e lembrei das histórias do meu avô (Isso tinha acontecido de forma muito pior com ele, levei em torno de 1 hora e meia nessa situação, ele ficou por umas 9 horas e era noite) e comecei a nadar paralelamente à praia até não sentir mais a corrente. Aí consegui nadar de volta para areia.

É uma sensação bizarra quando temos aquele pensamento consciente e frio de "eu acho que vou morrer nessa". Tão importante quanto a luta física para sobreviver é a luta para sair desse estado.

Já fui pego 2 vezes por essas correntes. Voltei exausto. Gostei da dica de nadar paralelamente à praia até sair do corredor das correntes. No meu caso, nadei na diagonal, mas nadar na paralela cansa menos e é mais eficiente. Valeu a dica!
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 3 Membros Gostaram da Resposta do Povo das Matas
26/11/2017, 15:24
Resposta: #53
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
(22/01/2015 13:11)Ronaldão Escreveu:  
(21/01/2015 11:37)Mel_Machado Escreveu:  Gente, refletindo aqui sobre essa questão de entrar em modo de sobrevivência... Tenho uma pergunta.
Quase todo mundo aqui tem os tais cobertores aluminizados.
Só que alguém já os colocou à prova?
Alguém já se enrolou num desses no frio pra ver se de fato eles são realmente eficazes?

Estou pensando em fazer esse teste...
Se alguém já passou por essa experiência, por favor, compartilhe. Pois muitos de nós têm itens de "sobrevivência" cuja eficácia ainda não foi posta à prova... E isso é um risco tremendo.

Mel, Tenho um cobertor recém adquirido e um saco de dormir do mesmo material e este sim é bem antigo. Já o utilizei na região do Pico da Bandeira (2.892 mts altitude) usei só para testar e funcionou perfeitamente. Ele não deixa o calor do corpo escapar te mantendo quente. Te dou um conselho. Não teste o seu cobertor, na verdade nem o retire da sacola em que está acondicionado. É praticamente impossível retorná-lo para o lugar. O importante é saber que ele funciona. Se tiver dúvida pergunte aos profissionais que trabalham como socorristas (Bombeiros SAMU, etc) Eles usam este cobertor com muita frequência.

Reparei algo no Pico da Bandeira: as baterias das lanternas e câmaras arriam numa velocidade surpreendente (baixa temperatura ou baixa pressão atmosférica devido à altitude?), e quase todos sofrem algum efeito da altitude: náuseas, comida com gosto de podre (paladar alterado por baixa oxigenação no cérebro), dores de cabeça, etc. O vento quase nos faz voar!

Alguém tem uma dica para preservar as pilhas nessas condições? Ou será que o equipamento funciona mal nessas condições?
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 4 Membros Gostaram da Resposta do Povo das Matas
26/11/2017, 15:29
Resposta: #54
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
Último lembrete: sempre devemos estar em perfeitas condições de saúde física e psicológica, ter conhecimento do tipo de desafio a ser encarado (e como lidar com ele com o devido preparo e um mínimo de equipamento necessário) e um ótimo preparo físico antes de nos aventurarmos por aí.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 3 Membros Gostaram da Resposta do Povo das Matas
26/11/2017, 18:04
Resposta: #55
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
(26/11/2017 15:24)Povo das Matas Escreveu:  
(22/01/2015 13:11)Ronaldão Escreveu:  
(21/01/2015 11:37)Mel_Machado Escreveu:  Gente, refletindo aqui sobre essa questão de entrar em modo de sobrevivência... Tenho uma pergunta.
Quase todo mundo aqui tem os tais cobertores aluminizados.
Só que alguém já os colocou à prova?
Alguém já se enrolou num desses no frio pra ver se de fato eles são realmente eficazes?

Estou pensando em fazer esse teste...
Se alguém já passou por essa experiência, por favor, compartilhe. Pois muitos de nós têm itens de "sobrevivência" cuja eficácia ainda não foi posta à prova... E isso é um risco tremendo.

Mel, Tenho um cobertor recém adquirido e um saco de dormir do mesmo material e este sim é bem antigo. Já o utilizei na região do Pico da Bandeira (2.892 mts altitude) usei só para testar e funcionou perfeitamente. Ele não deixa o calor do corpo escapar te mantendo quente. Te dou um conselho. Não teste o seu cobertor, na verdade nem o retire da sacola em que está acondicionado. É praticamente impossível retorná-lo para o lugar. O importante é saber que ele funciona. Se tiver dúvida pergunte aos profissionais que trabalham como socorristas (Bombeiros SAMU, etc) Eles usam este cobertor com muita frequência.

Reparei algo no Pico da Bandeira: as baterias das lanternas e câmaras arriam numa velocidade surpreendente (baixa temperatura ou baixa pressão atmosférica devido à altitude?), e quase todos sofrem algum efeito da altitude: náuseas, comida com gosto de podre (paladar alterado por baixa oxigenação no cérebro), dores de cabeça, etc. O vento quase nos faz voar!

Alguém tem uma dica para preservar as pilhas nessas condições? Ou será que o equipamento funciona mal nessas condições?
**************
- Cara... Boa pergunta...
A gente até pode saber como melhorar fisicamente, ao nos depararmos com tal situação...
Já no que se refere às pilhas e baterias... Eu não tenho idéia...
O negócio é levarmos sempre mais de uma opção, p/ tudo... "Rsrs"...
Fico no aguardo, também...

José Biologia
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 1 Membro Gostou da Resposta do José Biologia
26/11/2017, 18:23
Resposta: #56
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
- Nunca passei por complicações no mato...
Na cidade; não que eu tenha passado, também (só "pequenos" problemas, mesmo, que com um kit em mãos, pude contornar)...
Já "socorri" pessoas graças às coisas que levo comigo (e a Deus, é claro)...
Um cara que tinha subido em um "anel de poço artesiano", acabou escorregando e um ferro pontudo entrou na sua virilha...
O pessoal ficou só olhando, enquanto ele agonizava pendurado...
Eu o tirei, mesmo tendo risco de quebrar algo por dentro e/ ou rasgar uma veia ou artéria calibrosa...
Tirei por ele está simplesmente pendurado, sem apoio nenhum...
Enfim...
Socorri e chamei os parentes (no inteiror nem sempre tem serviço do SAMU)...
E foi isso...
Já ajudei outros que passavam mal e tudo mais...
Enfim...
Isso é um dos pontos que me faz lembrar, que devo continuar com os kits por perto...
Não somente p/ mim... Mas p/ os demais cidadãos...
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 5 Membros Gostaram da Resposta do José Biologia
26/11/2017, 21:42
Resposta: #57
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
Eu já passei por uma situação difícil. Em 2002 eu estudava numa escola que ficava a 60 km de onde eu residia, morei numa República de estudantes e ia pra casa nos fins de semana. Num dado fim de semana torrei o dinheiro de passagem de ônibus e iniciei uma caminhada pra casa, pedindo carona e anadando. Consegui algumas caronas, mas caminhei a maior parte do caminho, quando a sede apertou na estrada enchi minha garrafa com água de um poço daqueles que usam pra gado matar a sede (sem tratar). Saí da minha origem as 08 hs cheguei ao meu destino as 17hs. Sobrevivi, mas hoje depois de 15 anos percebo o quão bisonho eu fui, e que deveria ter buscado outras opções. Obs: tive a sorte de encontrar uma magueira carregada, onde matei minha fome na caminhada.

Desbravando sempre.
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 6 Membros Gostaram da Resposta do Expedicionário
27/11/2017, 12:25 (Resposta editada pela última vez em: 27/11/2017 13:02 por Ailton Gomes.)
Resposta: #58
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
Modo sobrevivêcia nunca entrei mas ja passei por uma situação de hipotermia que parecia que ia morrer, ainda bem que não, fui num show e estava calor e no meio do show virou o tempo, choveu e ventou muito, fiquei que muito frio, cheguei em casa discorado e tremendo muito, nada que uns 40 minutos de ducha quente não resolvesse.
Passei por isso na cidade e foi muito ruim, imagina se fosse uma situação de sobrevivencia,ainda bem que só serviu de experiência

Não sabendo que era impossível foi e fez.
Londrina-PR
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 5 Membros Gostaram da Resposta do Ailton Gomes
06/02/2018, 09:53
Resposta: #59
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
passei por algo semelhante só que foi na mata. Estava fazendo a trilha do pico paraná começou a chover muito a anoraque não suportou a vazão de agua e a bota encharcou tive que recorrer a retornar ao acampamento base para se Abrigar da chuva e do Frio. quase que entrei em hipotermia. Situação de Impotência Total.



(27/11/2017 12:25)Ailton Gomes Escreveu:  Modo sobrevivêcia nunca entrei mas ja passei por uma situação de hipotermia que parecia que ia morrer, ainda bem que não, fui num show e estava calor e no meio do show virou o tempo, choveu e ventou muito, fiquei que muito frio, cheguei em casa discorado e tremendo muito, nada que uns 40 minutos de ducha quente não resolvesse.
Passei por isso na cidade e foi muito ruim, imagina se fosse uma situação de sobrevivencia,ainda bem que só serviu de experiência

Andersen
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 3 Membros Gostaram da Resposta do andertribo
06/02/2018, 10:50
Resposta: #60
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
Estamos criando um grupo aqui em Londrina, futuramente podemos marcar um campo ai no pico Paraná, vc sendo nosso anfitrião.
Vou levar meu poncho com certeza.




(06/02/2018 09:53)andertribo Escreveu:  passei por algo semelhante só que foi na mata. Estava fazendo a trilha do pico paraná começou a chover muito a anoraque não suportou a vazão de agua e a bota encharcou tive que recorrer a retornar ao acampamento base para se Abrigar da chuva e do Frio. quase que entrei em hipotermia. Situação de Impotência Total.



(27/11/2017 12:25)Ailton Gomes Escreveu:  Modo sobrevivêcia nunca entrei mas ja passei por uma situação de hipotermia que parecia que ia morrer, ainda bem que não, fui num show e estava calor e no meio do show virou o tempo, choveu e ventou muito, fiquei que muito frio, cheguei em casa discorado e tremendo muito, nada que uns 40 minutos de ducha quente não resolvesse.
Passei por isso na cidade e foi muito ruim, imagina se fosse uma situação de sobrevivencia,ainda bem que só serviu de experiência

Não sabendo que era impossível foi e fez.
Londrina-PR
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 2 Membros Gostaram da Resposta do Ailton Gomes
06/02/2018, 15:11
Resposta: #61
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
[
Joia Ailton com certeza será um prazer



quote='Ailton Gomes' pid='173497' dateline='1517921414']
Estamos criando um grupo aqui em Londrina, futuramente podemos marcar um campo ai no pico Paraná, vc sendo nosso anfitrião.
Vou levar meu poncho com certeza.




(06/02/2018 09:53)andertribo Escreveu:  passei por algo semelhante só que foi na mata. Estava fazendo a trilha do pico paraná começou a chover muito a anoraque não suportou a vazão de agua e a bota encharcou tive que recorrer a retornar ao acampamento base para se Abrigar da chuva e do Frio. quase que entrei em hipotermia. Situação de Impotência Total.



(27/11/2017 12:25)Ailton Gomes Escreveu:  Modo sobrevivêcia nunca entrei mas ja passei por uma situação de hipotermia que parecia que ia morrer, ainda bem que não, fui num show e estava calor e no meio do show virou o tempo, choveu e ventou muito, fiquei que muito frio, cheguei em casa discorado e tremendo muito, nada que uns 40 minutos de ducha quente não resolvesse.
Passei por isso na cidade e foi muito ruim, imagina se fosse uma situação de sobrevivencia,ainda bem que só serviu de experiência
[/quote]

Andersen
Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
04/03/2018, 10:26
Resposta: #62
RE: Você já entrou em situação real de sobrevivência ?
Um breve relato de uma situação que passei, já fazem alguns anos, mas me serviu de experiência.
Deem uma olhada nos outros vídeos tbm, se inscrevam e conheçam um pouco mais do meu estado e minhas expedições.

Desbravando sempre.
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Gostar da resposta Citar esta mensagem em uma resposta
[+] 2 Membros Gostaram da Resposta do Expedicionário
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas: Visualizações: Última Resposta
  Perdido em plena floresta amazônica, quantos dias você estima que sobreviveria? Norton 123 75.426 12/03/2018 13:19
Última Resposta: Walthher
  O que você não comeria? rodarte 31 10.118 31/03/2017 12:46
Última Resposta: maicon
  Situação de emergência Marcos Bontempo 60 36.065 23/10/2013 16:30
Última Resposta: Dambrós

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes